Elementos da Chlorella

Triptofano

De acordo com a Japan Chlorella Treatment Association, a concentração de triptofano é de 1,10 gramas para cada 100 gramas de Chlorella pyrenoidosa.

O triptofano é um aminoácido aromático essencial, tanto para homens como animais. Sua essencialidade não se restringe apenas à sua contribuição no crescimento normal e síntese protéica, mas também na regulação de importantes mecanismos fisiológicos. Entre suas diversas funções temos: precursor do neurotransmissor serotonina (5-hidroxitriptamina: 5-HT), e sua influência no sono, comportamento, fadiga, ingestão alimentar e fazendo com que melhore o humor do indivíduo. Além disto, o triptofano é precursor da vitamina B3 (niacina) e é um dos aminoácidos que estimula a secreção de insulina e hormônio do crescimento (7).

Em regimes de emagrecimento, a Chlorella apresenta resultados bastante animadores, pois contém o triptofano, um aminoácido que dá a sensação de saciedade. A Chlorella, ao entrar em contato com o suco gástrico, se expande como uma esponja e libera triptofano, fazendo a pessoa se sentir satisfeita bem antes de encher totalmente o estômago.

O triptofano no Sistema Nervoso Central (SNC), é um dos responsáveis pela produção de serotonina. Níveis baixos de serotonina estão associados à depressão, o triptofano atua como um antidepressivo pois eleva os níveis de serotonina (5HT) no SNC.

Para combater a depressão pode se consumir alimentos ricos em triptofano e tirosina, pois a tirosina é outro aminoácido que ajuda na produção de outros hormônios, que melhoram o estado de alerta e a alegria.

Os principais alimentos ricos em triptofano são: queijo, castanha-de-caju, castanha-do-pará, amêndoas, amendoim, nozes, abacaxi, abacate, banana, uva, caqui, tâmara, maçã, pera, melancia, morango, goiaba, manga, mamão, laranja, tangerina, batata-doce, batata inglesa, berinjela, feijão, ervilha.

Tirosina

A tirosina é um aminoácido presentes em alimentos como peixe, abacate e nozes e é importante na formação da melanina que é a substância que dá cor à pele, olhos e cabelos. Para isso, é necessário que a tirosina seja transformada pela enzima tirosinase e, quando esta enzima não funciona adequadamente, o indivíduo apresenta albinismo.

A tirosina serve para ajudar a regenerar as células do sangue e as defesas do organismo. A tirosina é também importante para combater a depressão, ansiedade e distúrbios do sono tendo a capacidade de alterar o nosso estado de humor.

Uma série de estudos têm encontrado tirosina para ser útil em condições de estresse, frio, cansaço, a perda de um ente querido, como a morte ou divórcio, o trabalho prolongada e privação do sono, com a redução de estresse níveis hormonais, reduções de estresse induzido por perda de peso observados em ensaios com animais, a melhoria do desempenho cognitivo e físico visto em testes em humanos.

Tirosina, que também pode ser sintetizado no corpo a partir de fenilalanina , é encontrado em muitos alimentos com alta proteína como frango , peru , peixe , leite , iogurte , queijo cottage , queijo , amendoim , amêndoas , sementes de abóbora , sementes de gergelim , soja produtos , feijão , abacate e bananas .

Lisina

A lisina serve para combater infeções por vírus, pois tem propriedades antivirais e é muito eficaz para a osteoporose, pois ajuda a aumentar a absorção de cálcio. Além disso, é importante no desenvolvimento ósseo e muscular infantil, pois participa na atividade do hormônio do crescimento.

A lisina é também um componente do medicamento lisinato de cetoprofeno, que é indicado para várias doenças como artroses, periartrite, artrite, artrite reumatoide, gota, reumatismo articular agudo, lombalgia/lombociatalgia, tendinite, neurite, distensão muscular, contusão, proporcionando também alívio da dor em cirurgias odontológicas, dismenorreia, cirurgia ortopédica e outras condições traumáticas e pós-operatórias.

A quantidade extremamente pequena de lisina na farinha de trigo como um ingrediente do pão diminui as atividades da proteína como um todo. Devido a isso, uma substância química, L-lisina é adicionado com relutância. Estudos relatam os efeitos colaterais da L-lisina como um agente cancerígeno. A Chlorella contém 1,5 vezes mais lisina natural do que o trigo. Portanto, adicionando cerca de 5% de Chlorella ao trigo será o suficiente para completar os aminoácidos essenciais e favorecendo as atividades da proteína melhorarando assim o valor nutricional.

Luteína

A dose diária recomendada de luteína é de 6mg que corresponde a 3,2 gramas de Chlorella.

É um antioxidante e carotenóide responsável pela saúde dos nossos olhos. Essencial para visão boa, a luteína é o pigmento predominante na área macular da retina ( é um ponto ovalado de cor amarela junto ao centro da retina do olho humano, onde funciona como um antioxidante poderoso e como agente de bloqueio contra a luz ultravioleta. De certo modo, a luteína parece agir como um visor natural ou protetor solar para o olho. O macula tem uma concentração alta de pigmentos amarelos, inclusive a luteína de carotenoids e zeaxanthin. Estes pigmentos absorvem filtram a luz azul desempenhando uma importante função para a saúde de olho.

Estudos demosntram uma relação entre fumantes e a concentração de pigmentos protetores dos olhos: quanto mais se fuma, menor será a densidade de pigmentação destes caratenóides e, consequentemente, menor será esta proteção natural.


A Luteína é então muito importante para a saúde dos olhos, mas infelizmente, estudos nutricionais demosntram que a média de consumo é menor que 1.7 mg de luteína por dia. Uma vez que nosso organismo não produz luteína, a acumulação no olho só dependente do que nos alimentamos. A deficiência de luteína na região macular implica como um fator de risco para Degeneração Macular de Idade-relacionada (AMD), uma doença que, infelizmente, está aumentando de acordo com as pesquisas. Por essa razão, a luteína pode ser uma das descobertas mais importantes na prevenção e tratamento de AMD. fonte: Lutein is Naturally "Seen" in Chlorella

Albumina

A albumina é uma proteína que está presente na corrente sanguínea e é protetora contra vários tipos de doenças como câncer, diabetes, artrite, AIDS, pancreatites, cirroses, hepatite, anemia, e esclerose múltipla. Esta substância está presente na Chlorella em grande quantidade.

Cisteína

A cisteína é um aminoácido conhecido como o principal responsásel pela formação da glutationa, um potente agente antioxidante que atua no combate aos radicais livres e estimula as células de defesa. A ação antioxidante contribui para a melhora do rendimento, já que o excesso de radicais livres pode levar a fadiga. Em conjunto com outras substâncias, auxilia na desintoxicação do organismo, aumentando a eficiência do processo de recuperação e resistência a doenças. Por isso, ajuda a prevenir danos oriundos do álcool e do tabaco. Estimula a atividade das células brancas no sangue. É a principal fonte de enxofre em uma dieta. Auxilia também no crescimento dos cabelos, unhas e na conservação da pele.